Simulação Clínica

A simulação médica constitui um dos mais inovadores domínios científicos a nível mundial. Segundo o Relatório publicado nos EUA em 1999 pelo Institute of Medicine (IOM – To Err is Human: Building a Safer Health System), cerca de 98.000 mortes anuais nos hospitais estão diretamente relacionadas com o erro médico. O mesmo relatório sublinhou ainda a importância do reforço do treino de estudantes, profissionais e equipas de saúde através de simulação médica.

Com a referida publicação tudo se alterou na formação médica: editoriais nas principais revistas científicas médicas fazem referência a uma 'revolução' no ensino da medicina através de simuladores complexos de alta-fidelidade que reproduzem as condições fisiológicas e patológicas do Ser Humano com elevada fidedignidade e em tempo real, permitindo o treino intensivo de atos médicos críticos e de equipas de saúde multidisciplinares.

A simulação biomédica é assim hoje o gold-standard internacional para o treino de estudantes, profissionais e equipas de saúde. Resulta da combinação das melhores tecnologias robóticas e de informação com a área biomédica e educacional, utilizando simuladores com resposta farmacológica e fisiopatológica fidedignas, em tempo real, perante a atuação experiencial das equipas médicas e de saúde.

As vantagens dos simuladores médicos de alta-fidelidade:

  • 1. Segurança do Doente;
  • 2. Validade científica e educacional;
  • 3. Modelação fisiológica realista;
  • 4. Ensino e treino experiencial (repetível e standardizado);
  • 5. Resultados na performance clínica individual e de equipa;
  • 6. Adesão e satisfação dos formandos;
  • 7. Fundamento ético;


Desta forma, a simulação em saúde é hoje comprovadamente a ferramenta educacional preferencial para grupos pré e pós-graduados em todas as Instituições com elevada complexidade de cuidados de saúde, adaptável aos diferentes atores da saúde e espaços físicos de atuação. Aprender fazendo – sem risco para os doentes, com benefício direto na prontidão, qualidade e segurança dos atos médicos e de saúde praticados – é assim um dos fundamentos principais da simulação biomédica contemporânea.